domingo, fevereiro 22, 2015

A Fundação afundou o Esaú Matos

Vitória da Conquista perdeu a capacidade da boa governança. A cidade precisa de um verdadeiro choque de gestão, ou seja, de uma correta utilização do recurso público comprometida com a atuação de técnicos e pessoas habilitadas no comando das secretarias do município. A cidade não suporta mais a inabilidade daqueles que não possuem capacidade para assumir funções importantes no governo.

Participei da sessão especial na Câmara de Vereadores que tratou sobre o caos do Hospital Municipal Esaú Matos e pude constatar a inoperância do governo para uma realidade que é fundamental na vida de todo cidadão: a saúde. A Fundação que administra o Hospital tem o padre Edilberto Amorim como presidente. A postura do padre naquela sessão me deixou perplexo e com um lamento na alma. Exige-se mais de uma pessoa que tem o dever de zelar por um Hospital tão importante para a nossa cidade e região.
-
A postura debochada do padre não colabora em nada para a melhoria devida nas ações daquele Hospital. A própria criação da Fundação foi questionada na época por diversas entidades, dentre elas, a OAB e o SINDIMED. A Fundação tão defendida pelo governo municipal que tentou convencer a população de que o atendimento seria aperfeiçoado no Esaú Matos suprindo as deficiências existentes com a contratação de mais médicos e profissionais, ficou apenas na promessa. Hoje, faltam leitos, médicos até mesmo comida para os pacientes e trabalhadores.
-
Os vereadores de Vitória da Conquista têm a responsabilidade de fiscalizar ainda mais o desgoverno em relação ao sistema de saúde do nosso município aceitando o conselho do presidente da OAB, o senhor Gutemberg Macedo, que sugeriu na plenária da sessão a criação de uma CPI - Comissão Parlamentar de Inquérito, com o objetivo de apurar os desmandos da administração pública. Nesse caso, eu sugiro uma ação mais enérgica: a demissão sumária do presidente da Fundação que afundou o Esaú Matos, o padre Edilberto Amorim.

Ivan Cordeiro - Administrador, Teólogo, MBA em Liderança Cristã, estudante de Ciências Sociais na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e presidente do Movimento Amigos de Conquista.
-

Nenhum comentário: