sexta-feira, agosto 28, 2015

O recado de Lula


Na manhã dessa sexta-feira (28), em entrevista à Rádio Itatiaia, de Minas Gerais, o ex-presidente Lula mandou um recado para a oposição:  

— Sinceramente, não posso dizer que sou ou que não sou (candidato). Espero que tenham outras pessoas para serem candidatas. Agora, se a oposição pensa que vai ganhar, que não vai ter disputa, que o PT está acabado, pode ficar certo o seguinte: se for necessário, eu vou pra disputa e vou trabalhar para que oposição não ganhe as eleições.

No dia em que Lula afirma que pode voltar, começa a circular pelo país um boneco inflável do ex-presidente, chamado de 'Pixuleco'. O número do boneco de Lula é o 13171. 

-

terça-feira, agosto 25, 2015

O governo da mentira


Dilma, mais uma vez, mente ao povo brasileiro quando afirma que demorou para reconhecer a crise em que se encontra o país. A presidente, na verdade, confessa que é incompetente.

"Numa crise, um líder deve ser forte, honesto, coerente. Ele deve falar com altivez e coerência e desdenhar de bens materiais. Sua liderança é dada pelo exemplo, pois, não tendo governo, ele não tem partidos, ministros, polícia, puxa-sacos, testas de ferro, laranjas ou exército." (Roberto DaMatta, antropólogo)
-

quinta-feira, agosto 20, 2015

Premiê grego renunciou ao cargo. Aproveita o embalo, Dilma.


O primeiro-ministro da Grécia entregou, nesta quinta-feira (20), o seu pedido de renúncia. "O mandato político das eleições de 25 de janeiro esgotou os seus limites e agora a população grega deve ter a sua voz ouvida", afirmou em pronunciamento na televisão.

Dilma, siga o exemplo do primeiro-ministro, e ouça a voz do povo.  

Rodrigo Janot escolheu Cunha, logo com Collor?


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, decidiu nesta quinta-feira (20), apresentar denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF), contra o presidente da Câmara, o deputado Eduardo Cunha, e contra o senador Fernando Collor.

Bem, coincidência ou não, a tentativa de colar Cunha com Collor, não foi nada mal, não é mesmo Dilma?  
-

sexta-feira, agosto 14, 2015

A juventude nossa de cada dia


Vitória da Conquista está sofrendo silenciosamente um verdadeiro extermínio da juventude. O Mapa da Violência 2015, que trata sobre as mortes de adolescentes com 16 e 17 anos, revela que Conquista é uma das cidades mais violentas do país. Até quando a violência que se alastra por nossa cidade continuará matando a nossa juventude e calando as nossas vozes?

Ainda mais assustadora é essa indiferença de grande parte da sociedade diante de uma realidade que deveria estar incomodando a todos nós. A violência sendo tratada com naturalidade só faz aumentar o caos social no qual estamos inseridos. Se não despertamos de nossa insensibilidade, certamente será mais difícil cobrar alguma atitude daqueles que nos governam.

No ano de 2013, o Plano Juventude Viva, do Governo Federal, foi apresentado aos movimentos sociais de Vitória da Conquista. O Plano tinha por objetivo ampliar os direitos da juventude e reunir ações para reduzir a vulnerabilidade de jovens negros a situações de violência física e simbólica. Infelizmente, não é isso o que vemos na prática. A juventude nossa de cada dia continua vulnerável.

Já passou da hora de tratarmos a juventude com maior seriedade, ainda mais quando estamos discutindo o tema da violência. Se o governo continuar com políticas públicas falseadas, entretendo líderes de movimento, sem trabalhar medidas concretas, Vitória da Conquista continuará entre as cidades com as maiores taxas de assassinatos de adolescentes do país. Lamentável! 

Ivan Cordeiro - presidente do Movimento Amigos de Conquista.
-

quinta-feira, agosto 13, 2015

A luta do PT não é a do Brasil


A presidente Dilma reuniu-se ontem com líderes de movimentos sociais no Palácio do Planalto. Em meio a discursos inflamados, Dilma ouviu do presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas, que é filiado ao PT, um recado que revela o caráter da esquerda no país:

"O que se vende hoje no Brasil é a intolerância, o preconceito de classe contra nós. Somos defensores da construção de um projeto nacional de desenvolvimento para todos e todas. Isso implica ir para a rua entrincheirados, com arma na mão, se quiserem tentar derrubar a presidente Dilma", disse Freitas.

A intolerância é de fato praticada pelo PT e suas linhas auxiliares, haja vista o discurso carregado de preconceito que insiste em dividir o país entre ‘nós’ e ‘eles’. Essa turma insiste também em exercer o monopólio da virtude, como se não houvesse defensores de um país mais justo fora da esquerda claudicante.   

A luta esquerdopata não é a luta do Brasil. Os brasileiros lutam por mais democracia, enquanto que o PT luta pelo poder. A gente sabe que os petistas nunca foram simpatizantes ao Estado Democrático de Direito, preferem mesmo é a luta armada. Todavia, a pátria brasileira não se renderá ao terrorismo petista.  

Ivan Cordeiro - presidente do Movimento Amigos de Conquista.
-

Política Conquistense: 2016 é o ano da oposição


A violência, o caos na saúde, o desastre na educação, são fatores que confirmam o fraco desempenho da administração petista em Conquista. Desse modo, a oposição tem a oportunidade de mostrar um novo e melhor projeto de governo para a cidade.  

Além disso, o PT chegará ainda mais fragilizado na disputa municipal de 2016, porque certamente não contará com o apoio do PCdoB que pretende lançar o deputado Jean Fabrício como candidato a prefeito.  

-

'O PT é a hérnia de disco do Brasil e precisa ser extirpado', diz Caiado


Presidente da CUT quer militância armada pra defender Dilma

video